quinta-feira, 29 de dezembro de 2011

A Escolha do Arquiteto

A escolha do arquiteto não é algo fácil de se fazer... a responsabilidade é grande. É ele quem irá traduzir para o papel todas as suas expectativas com relação a casa, será ele também que irá acompanhar a sua obra e ser seu porta-voz frente a construtora ou mestre de obras.

Quando ocorrer a primeira reunião para conhecer o arquiteto, vá armado com seu senso crítico, peça para ver os projetos que ele desenhou e verifique se o estilo dele é o mesmo que o seu. Existem arquitetos que trabalham melhor no estilo clássico outros no contemporâneo, mas também tem aqueles que trabalham bem em todos!
Tente ir para essa reunião com algumas características da casa já em mente, tais como, tamanho, estilo, se terá telhado escondido ou não, se terá grandes aberturas, etc... Acredite, esse tipo de informação irá ajudar você a iniciar um diálogo com o arquiteto e dará um norte para o seu trabalho.


A segunda reunião é de extrema importância, nela o arquiteto vai lhe apresentar um pré projeto, resultado da primeira reunião, esse não terá custo algum. Esse é o rascunho da sua casa, com esse pré-projeto o arquiteto tentará conquistar você como cliente e verificará se conseguiu captar as suas expectativas.
Fique atento, nessa reunião você tem que sentir química entre as idéias que você passou a ele e as idéias que ele está te apresentando. Se você não sentir essa química... eu aconselho você a pular fora desse barco e procurar outro profissional, você certamente terá problemas de comunicação no futuro.

É sempre bom ter uma indicação de arquiteto vinda de um amigo ou conhecido, mas caso isso não seja possível, ou não tenha rolado aquele química nas idéias entre você e o profissional indicado, meu conselho é que você encontre a química com algum profissional e além disso não esqueça de pedir para visitar alguma obra do arquiteto que esteja em andamento. Quando você for na obra tente conversar com o proprietário da casa, para saber a opinião dele sobre o trabalho e comprometimento do arquiteto, não esqueça de pedir também a opinião dos pedreiros e mestre de obra.


Outro item que quero chamar a atenção é o preço que o profissional cobrará. Esse item é importante sim, mas nunca pode ser definitivo... Acredite em mim quando digo que, "Existem bons arquitetos com bons preços e condições de pagamento melhores ainda". Pesquise, converse, negocie...
Muitas vezes o preço do arquiteto se diluirá na quantidade de trabalho que ele lhe oferecerá.Verifique se ele fará projeto de gesso, paisagismo, irrigação, iluminação, hidraulico, sanitário, etc...

No nosso caso conhecemos vários arquitetos, mas foi a Alessandra Ribeiro que nos conquistou! O que mais me chamou a atenção nos trabalhos dela foi a criatividade e a riqueza de detalhes que ela emprega ao projeto, além do estilo do trabalho, do preço, da condição de pagamento e da química nas idéias. :D

Bjokas.

3 comentários:

  1. "Existem bons arquitetos com bons preços e condições de pagamento melhores ainda"

    A julgar pelos posts posteriores não valeu a pena essa economia aí... arquiteto vive de projetar, é assim que ele paga as próprias contas. Além disso, não sei se você percebeu, mas ele trabalhou de graça ao te apresentar um "pré-projeto", como você chama, sendo que talvez sequer fechasse o trabalho com você.
    Química parece ótimo, mas existem coisas bem mais importantes que você certamente não levou em conta.

    ResponderExcluir
  2. Não vou nem entrar em discussões com você, primeiro porque não quis se identificar e segundo porque o foco do meu post e do meu blog é ver o lado do consumidor e não o lado o profissional.
    Para a maioria dos arquitetos a minha casa eh só mais uma, para mim ela é única eh o meu projeto de vida.

    ResponderExcluir
  3. Olá...adoramos seu blog! Quando tiver um tempo de uma passada no meu.

    Tenho bastante dicas de como financiar construções usando recurso da Caixa.

    Abraço!

    http://nossacasa2013.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

Comente